Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Editorial – 30.10.2019

Compartilhe:
editorial_1170x530

As investigações sobre o assassinato da vereadora Marielle Franco chegaram a Jair Bolsonaro. O senhor Elcio Queiroz é acusado de ser o motorista do suposto executor de Marielle, teria dirigido o automóvel onde se encontrava esse suposto assassino da Marielle, que. por sinal, é vizinho de Bolsonaro. Ocorre que justamente esse motorista, Elcio Queiroz, esteve horas antes do assassinato de Marielle lá na Barra da Tijuca, no condomínio de Bolsonaro, justamente para pegar o suposto assassino.

 

Esse suposto assassino é vizinho de Bolsonaro, há informações de que ele tem uma filha que já namorou um filho de Bolsonaro e, portanto, é uma pessoa conhecida. O próprio Queiroz também parece ser uma pessoa conhecida, já há fotos que circulam na internet há muito tempo que mostram a proximidade desse cidadão, que foi da PM também, ao Bolsonaro e integrantes da família Bolsonaro. O grande problema é que esse Elcio, ao ter ido ao condomínio da Barra da Tijuca, teria comunicado ao porteiro que iria para a casa não do suposto assassino, mas para a casa do próprio Jair Bolsonaro.

 

O porteiro teria telefonado para a casa de Jair Bolsonaro e, segundo o porteiro, foi o próprio Jair que autorizou a entrada de Elcio. É importante destacar que nesse dia as informações disponíveis apontam que Bolsonaro estava no exercício do seu mandato de deputado federal em Brasília, teria inclusive votado, feito lives nas redes sociais, tudo indica que ele, de fato, estava em Brasília.

 

Mas a questão não é essa, a questão é que o Elcio Queiroz teve toda a tranquilidade de afirmar que estava indo para a casa do então deputado federal e alguém confirmou isso. Tanto é que o porteiro, de acordo com a polícia, observou que o Elcio Queiroz não se dirigiu à casa de Jair Bolsonaro, mas sim à casa desse suposto assassino da Marielle. O porteiro voltou a telefonar para a casa de Bolsonaro e, vejam bem, a informação que veio do tal do ‘seu Jair’, que agora é um mistério, simplesmente foi que estava tudo bem, afinal de contas o pessoal da casa de Bolsonaro sabia que o Elcio Queiroz iria para outro endereço.

 

Bem, o que resta de toda essa história é que de fato Jair Bolsonaro não estava na casa, tudo indica que ele estava realmente em Brasília. Portanto, quem seria o ‘seu Jair’? Curiosamente o Jair Bolsonaro tem um quarto filho que se chama Jair, e isso mostra muito bem, além dessas coincidências, que Élcio Queiroz tinha livre trânsito nesse condomínio a partir, inclusive, dos seus conhecimentos com a família de Bolsonaro. Essa é a questão central e que mais uma vez evidencia essas relações muito próximas da família Bolsonaro com os suspeitos de terem participado da execução de Marielle Franco e de Anderson Gomes, o seu o motorista.

 

Ouça o comentário de Paulo Passarinho:

 

Deixe seu comentário:

Baixe nosso App

Baixe nosso App

Mural de Recados

Deixe seu recado

Para deixar seu recado preencha os campos abaixo:

Para:  
E-mail não será publicado
(mas é usado para o avatar)